seguidores no pinterest

Seguidores no Pinterest: como eu multipliquei meu alcance por 10, de graça

Eu sou viciada em redes sociais, não é por acaso que eu trabalho com isso. O Pinterest é uma das poucas plataformas que nenhum dos meus clientes quer usar, então ele se transformou no meu refúgio do trabalho.

Sendo assim, eu misturei assuntos, não otimizei nada, testei um monte de coisa aleatória e nunca me preocupei muito com a conta, muito menos liguei pro número de seguidores do Pinterest. Até semana passada.

Meu alcance saiu de 7 mil para 70 mil

seguidores no pinterest

Meu alcance não era assim tão baixo, mas eu sabia o motivo. Eu estava bem estressada e usei a conta várias vezes por dia, nos últimos meses, como válvula de escape. Basicamente o que eu fiz foi salvar pins de outras pessoas, com imagens de unhas de gel e porcelana. Tipo essas:

seguidores no pinterest

Não há nenhuma mágica nisso. Todo mundo sabe que se você usa muito uma rede social, seu alcance vai subir. Mas o máximo que eu costumava atingir era entre 10 ou 12 mil pessoas. E no começo do mês, esse número se limitava a 7.500.

Seguidores no Pinterest

Vinculando contas

Meu perfil já era comercial, porque eu queria saber como funcionava a ferramenta, pro caso de algum dia, algum cliente pedir. Isso me dava acesso ao Analytics da conta, que me fornece esses gráficos que vocês viram.

Logo no começo do mês, eu recebi uma mensagem do Pinterest, solicitando que eu vinculasse meu perfil de outras redes sociais à minha conta. Eu simplesmente obedeci e vinculei meu Instagram.

 

 

Número de seguidores no Pinterest

O número de seguidores no Pinterest cresceu muito pouco, seja no perfil ou nos boards. Eu só tenho 500 seguidores. No entanto, o alcance chegou a 70 mil, como vocês viram na primeira imagem.

O público é meio controverso. Tem milhares de pessoas vendo meus pins e salvando, mas os usuários são principalmente mulheres, nos Estados Unidos.  São mais de 60 mil gringas querendo ver fotos de unhas de gel. Será?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É culpa do conteúdo

Eu saí salvando imagens de unhas de gel sem olhar de onde eram. A regra era: se for bonita, eu salvo. A verdade é que mesmo sem querer eu montei uma seleção de unhas longas excêntricas e extravagantes, e nenhuma foi feita por mim. Eu salvei conteúdo de outras pessoas. E quase todas as fotos foram postadas por mulheres americanas. Então faz sentido que o meu alcance seja de lá.

Em resumo, eu segui a receita de sucesso de todas as redes sociais:
1. Escolhi um nicho (unhas de gel e porcelana)
2. Usei bastante a rede (tanto publicando quanto interagindo com outros usuários)
3. Divulguei em outros canais (vinculei meu instagram e o blog)

Espero que esse conteúdo tenha sido útil pra você.

Leave a Comment