Gêneros literários

Este post está eternamente em construção. O objetivo é conseguir elencar todos os gêneros possíveis aqui.

Épico

Uma de suas principais características é a presença de um narrador, usado antigamente para falar do passado e de grandes conquistas de um povo, é muito confundido com filmes grandiosos de superprodução, pelo fato de muitas vezes contarem histórias de um povo. Porém, um filme épico pode ser contado por apenas um personagem, como em “Forrest Gump”.

Lírico

É a forma mais poética de se contar histórias, onde se expressam as emoções e os sentimentos e onde as figuras de linguagem são frequentemente usadas. 14 Os 7 Passos para Criar uma História No roteiro, apesar de não haver tanto a função da musicalidade, a subjetividade do texto está lá, dentro de cada cena, de cada diálogo. Pense nos filmes que você demora pra entender ou nunca entendeu, provavelmente eles são uma narrativa lírica.

Dramático

É o gênero mais comum, onde os personagens agem dentro da história sem a presença de um narrador e com diálogos. A história é movida pelos próprios acontecimentos de forma autônoma. A imensa maioria dos filmes é contada de forma dramática. Dentro desses grandes gêneros, dessas grandes formas de contar histórias, podemos identificar alguns voltados especificamente para o cinema. Esses gêneros não são definidos pela forma que suas narrativas são colocadas, mas sim, por suas temáticas. É uma ferramenta importante quando você pensar no público-alvo do seu roteiro.

Comédia

Como a maioria dos gêneros, a comédia se divide em vários subgêneros como o pastelão, sátira, comédia romântica, entre outros. Nesse gênero, o humor deve trabalhar em função da história, ou seja, por mais engraçada que seja uma cena ou uma piada, ela precisa ter uma função narrativa para que possa entrar no seu roteiro.

Drama

Não confunda com o gênero dramático explicado anteriormente. Os dois existem, mas o gênero DRAMA de cinema é outra coisa. Também dividido em vários subgêneros, como drama social, drama familiar e drama histórico, tem como uma de suas principais características a verossimilhança com a vida real, ou 15 Os 7 Passos para Criar uma História seja, histórias que poderiam acontecer no mundo em que vivemos, com situações possíveis de acontecer conosco. Um filme de drama não é necessariamente um filme triste, apesar de muitos carregarem essa característica.

Terror

A fonte do terror é sempre assombrosa, porém ela pode ser oriunda de um ser possível no nosso mundo ou não. Alienígenas e monstros geneticamente modificados não existem, mas existem explicações lógicas que levam à origem desses seres. Nesta categoria também entram os assassinos maníacos, como Leatherface, em “O Massacre da Serra Elétrica”. Também há a fonte de terror sobrenatural, onde entram os espíritos e demônios. Sobre o terror, ainda há um outro tipo, onde você deixa o público em dúvida sobre o que é a fonte do terror.

Crime

A maioria dos filmes de crime segue o estilo noir, onde um policial tenta desvendar os mistérios por trás de um assassinato. Apesar disso, também há outros subgêneros que são muito bem explorados, como filmes que contam a história de um grupo mafioso, como em “O Poderoso Chefão”, ou uma trama sobre a redenção de um ex-presidiário, por exemplo.

Ação/Aventura

Geralmente com um ritmo acelerado e situações que colocam o protagonista em perigo de morte constante, os filmes de ação e aventura podem acontecer em diversos ambientes com diversos tipos de histórias, desde um herói enfrentando a natureza até um herói que precisa salvar o mundo em um dia, como em “24 Horas”.

Ficção Científica

Normalmente passado no futuro, conta com a tecnologia para criar hipóteses sobre os caminhos da humanidade, além de também fazer críticas. Experimentos científicos e corrida espacial são amplamente explorados nesse gênero, mas também há filmes que podem se passar nos dias de hoje como “O Exterminador do Futuro”.

Fantasia

Aqui, um universo fictício inteiro é criado, criaturas mágicas, armas, poderes e tudo que você quiser criar para o seu universo se encaixa no gênero de fantasia. Entra muito bem em animações como “Monstros S.A.”, mas sagas como “Star Wars” e “Harry Potter” fazem o uso da fantasia de uma forma excelente.

Leave a Comment